Semana On

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Robim Williams, o babacão mor de 2009

O ator Robin Williams é, realmente, um tremendo babaca. Movido a pó em suas interpretações escalafobéticas, imagina que todos consideram engraçadas suas piadinhas de mal gosto. A última foi dizer que o Rio de Janeiro venceu disputa pelas Olimpíadas porque teria enviado “50 strippers e meio quilo de pó para Copenhague”. E ainda tem gente que acha bacana a imagem que os gringos constroem da mulher brasileira. Estes devem estar batendo palminha pro babacão mor.

Leia mais sobre o tema
- Gancia registra preconceito contra brasileiras
- A Imagem da Mulher na Mídia - Como você vê esta relação?
- Turismo sexual, prostituição e a desconstrução da imagem feminina
- Solcat desrespeita mulher brasileira, mais uma vez
- Editora Solcat desrespeita mulheres brasileiras
- Toda brasileira é bunda?

8 comentários:

Anónimo disse...

Barone,

Tenho que confessar que ri da piada tosca do Robin Williams. Mas ao fim do dia, nenhuma piada agrada todo mundo -- e isso é perfeitamente normal.

Também não detectei traços de preconceito contra o Brasil - estereótipo sim, mas até aí, humor (não necessariamente humor *de qualidade*) é construído com estereótipos.

O que de qualquer forma acho ridículo é o melindre da Globo hoje pela manhã e o do Eduardo Paes. Piadas de mau gosto devem ser combatidas com ironia e sagacidade, e não com choradeira.

A sua insinuação que ele é movido a pó é um bom exemplo, aliás :-)

-Daniel

Rafinhaa disse...

Sobre essa sua frase: "E ainda tem gente que acha bacana a imagem que os gringos constroem da mulher brasileira" A imagem que os gringos tem do Brasil é devido ao q eles se deparam qdo chegam aqui #ficadica!

Barone disse...

Daniel,
se tem uma coisa que me irrita é este fetichismo gringio de achar que toda mulher brasileira, necessariamente, é uma devassa alucinada. Não tem cabimento.

Rafinhaa,
depende do gringo e depende do que ele procura no Brasil. Já recebi muitos gringos na minha casa e nenhum deles insinuou que a minha mulher devesse circular pela sala de estar de calcinha (já que toda brasileira é puta). Agora, o gringo que vem ao Brasil a procua de putaria, este, certamente, se depara com uma imagem do Brasil que justifica o que ele procura. Será que não ocorre a mesma coisa em todo o mundo? O problema é que aqui há quem incentive esta postura.

Adriana Godoy disse...

Realmente, esse Robin Willlians é mesmo um babaca. Detesto suas atuações( com raras exceções) e depois dessa...argh, cara intragável. bj

Daniel disse...

Barone,

Sim, esse pensamento dos gringos existe e vi em primeira mão (prefiro nem relatar). E embora se possa argumentar que a piada do RW tenha essa origem, não estou tão certo que seja assim.

De novo: o problema não é a piada, mas a reação das autoridades à ela. Processo judicial? Por favor. O Prefeito do Rio poderia gastar melhor a energia da indignação com medidas visando conter a escalada do tráfico.

-Daniel

Valdir DM disse...

Esse Robin Willians: ninguém tem o direito de ser tão feio e se julgar tão bonito e talentoso. Argh!!! Acho que os astros de Hollywood deviam ser escolhidos por sorteio (se não for possível pelo talento), e não por ligações espúrias com os donos do "negócio". Parece a TV brasileira, onde alguns beócios são alçados à categoria de "comunicadores" quando num mercado competitivo não conseguiriam nem ser áudio de alto-falantes (exemplo, chatos como o Faustão, Jô, Caetano Veloso, Huck Caldeirão, Eliana, Hebe. Márcia, Nêumane Pinto (ou coisa parecida), Carlos Nascimento, Boris Casoy, além, é claro, do repugnante casal global do JN). Não dá para descobrir uma nova Lauren Bacall?

wagner disse...

Nenhuma imagem é construída do nada. Para as mulheres brasileiras terem esse conceito, o Brasil contribuiu (e contribui ainda). Há algum tempo as propagandas da Embratur utilizavam mulheres de biquini como atração, nos folders. O turismo sexual brasileiro é sucesso no mundo, há voos somente para isso com destino no nordeste. A culpa é de quem vem ou de quem prepara os pacotes aqui (incluindo as mulheres que fazem parte) ?
Qualquer gringo em copacabana é assediado por dúzias de meninas se vendendo.
Se quisermos combater esse preconceito temos que começar aqui e não reclamar dos gringos.

Barone disse...

Este fator tem um peso importantíssimo. Falei disso em artigo recente. Ainda assim, um erro não justifica a legitimação de outro.