Semana On

terça-feira, 27 de outubro de 2009

A Imagem da Mulher na Mídia - Como você vê esta relação?

Acontece nesta quarta-feira (28), em Campo Grande (MS), a conferência livre "A Imagem da Mulher na Mídia - Como você vê esta relação?". Promovido pela Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Mulher, o evento tem como proposta discutir o reforço de estereótipos femininos nos veículos de comunicação.

O tema já foi discutido aqui no Escrevinhamentos, em especial a partir do artigo “Toda brasileira é bunda?”, publicado em dezembro do ano passado, e é sempre motivo para bons debates. É o que propõe a conferência já que, “com as conquistas no mercado de trabalho, política, dentro da família e na sociedade, as mulheres ainda enfrentam diariamente a luta contra idéias prontas e conceitos previamente estabelecidos sobre sua imagem no convívio social.”

Segundo Valéria Mont' Serrat, assessora técnica da Coordenadoria da Mulher, a principal iniciativa da conferência é combater o reforço de estereótipos femininos. "Queremos entender como a mulher se vê na mídia, como ela quer e como não quer ser retratada. E o diálogo entre as instituições de defesa dos direitos da mulher e os veículos de comunicação vem agregar o debate, permitindo que todos sejam ouvidos e que se chegue a um consenso sobre o tema".

A idéia de mulheres bonitas, com forte apelo sexual, ainda é veiculada em propagandas e vendida ao exterior como principal atrativo do Brasil. Submissão de mulheres, choque de valores e a construção de uma identificação feminina sólida e que seja condizente com a realidade tornam-se necessidades urgentes de toda a sociedade.

A abertura da conferência será com o tema "A imagem da mulher na mídia - A visão de quem faz a notícia", com dois paineis (rádio e TV; impresso e internet). A seguir, serão debatidos temas autosugestionados, como "Qual o sexo da notícia?"; "Propaganda de cerveja sem mulher?", sobre o apelo sexual da publicidade; "Rir é mesmo o melhor remédio?", abordando os estereótipos nos programas femininos; e "Um tapinha não doi?", que engloba música, vulgarização da sexualidade feminina e banalização da violência contra a mulher.

A Conferência Livre "A Imagem da Mulher na Mídia" é voltada aos organismos de defesa dos direitos das mulheres e profissionais de comunicação. O evento acontece no dia 28, a partir das 13 horas, na Escola de Governo de Campo Grande, localizada na Avenida Ernesto Geisel, 4009.

Atuam como parceiras do evento Articulação de Mulheres de Mato Grosso do Sul/AMMS; União Brasileira de Mulheres/UBM; Coletivo de Mulheres Negras "Raimunda Luiza de Brito"; Coordenadoria da Juventude; Movimento de Estudos de Sexualidade, Cultura, Liberdade e Ativismo de Mato Grosso do Sul/MESCLA; ABGLT; Núcleo de Estudos de Gênero da UFMS/ NEG-UFMS; Marcha Mundial de Mulheres-MS/MMM-MS, entre outras.

1 comentário:

Vanessa disse...

Pena, muita pena mesmo que este debater aconteça tão longe de mim. Eu me interesso pelo tema mulher e propaganda assim como mulher na propaganda e até estou escrevendo sobre isto no blog esses dias. Excelente discussão.

Abraço