Semana On

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Lula surta em declarações sobre o Irã

O presidente Lula é débil mental, ou somos nós os estúpidos? Suas declarações sobre a eleição iraniana são de envergonhar. Diante dos cada vez mais óbvios sinais de fraude, e das manifestações (reprimidas pelo governo) de gente desiludida com o que poderia ser uma demonstração de democracia, nosso presidente confundiu (mais uma vez) alhos com bugalhos e disse o seguinte: “Ele (o presidente reeleito Mahmoud Ahmadinejad) recebeu mais de 60% dos votos. Isso é algo expressivo. Essas manifestações são de quem perdeu. Eu mesmo já participei de muitas assim”. Reduzindo assunto sério a piadinhas que devem levar as gargalhadas os barnabés que o cercam, Lula disse ainda que não conhecia ninguém que contestasse a eleição iraniana, “a não ser a oposição” e foi além: “Por enquanto é apenas uma coisa entre flamenguistas e vascaínos”. Lamentável.

6 comentários:

Luiz Felipe Vasques disse...

“Ele (o presidente reeleito Mahmoud Ahmadinejad) recebeu mais de 60% dos votos. Isso é algo expressivo. Essas manifestações são de quem perdeu. Eu mesmo já participei de muitas assim”.

"(...) Lula disse ainda que não conhecia ninguém que contestasse a eleição iraniana, “a não ser a oposição” e foi além: “Por enquanto é apenas uma coisa entre flamenguistas e vascaínos”. Lamentável."

Tá, deixa ver se eu entendi...

Então todas as lutas que ele participou, de alguma forma, não foram sérias? Tanto faz como tanto foda-se?

Então não há um regime de força no Irã, ou algo assim?

Barone disse...

A frivolidade deste Governo em relação ao mundo me apavora.

Luiz Felipe Vasques disse...

Ah, acabei de ver no JN: ele disse isso não em meio a barnabés, mas durante a OIT, no momento em que falavam, parece, de direitos Humanos. :)

Assim, de leve.

otelhado disse...

E isso porque o Governo Federal está disposto a não criticar violações dos DH pelo mundo afora para angariar simpatias e conquistar a tal cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU.

Inacreditável.

Luiz Roberto Lins Almeida disse...

Ele futeboliza tudo. É impressionante!
"Frívola" é a palavra para definir as declarações do líder supremo (em quase qualquer discurso seu)

Luiz Felipe Vasques disse...

PT, PT... quem T viu, quem TV...

How do you define irony: pleitear uma vaga no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas -- organização máxima defensora, por definição, da proteção dos Direitos Humanos -- SEM antagonizar ditaduras e regimes de força.