Semana On

terça-feira, 17 de março de 2009

Obama e o etanol

Em uma declaração pública feita após o encontro com o presidente Lula no último sábado (14), o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que a taxa sobre o etanol brasileiro é motivo de "tensão" entre os dois países e afirmou que o sistema "não vai mudar do dia para a noite". O fato é que Obama tem motivos de sobra para manter na geladeira as pretenções brasileiras de ter facilitada a exportação de etanol para os EUA.

Em dezembro eu já havia falado disso. “Colocar as fichas de uma possível reviravolta neste setor na boa vontade de Obama pode não ser uma boa idéia. No artigo Obama e o biocombustível, publicado aqui no dia 12 de novembro, traço um panorama histórico pouco convincente sobre os interesses do novo governo estadunidense sobre o nosso etanol. Torço para estar errado.”.

Parece que acertei.

2 comentários:

samuca santos disse...

dá-lhe, victor!
visão é pra usar...

Anónimo disse...

pretensões brasileiras...