Semana On

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Professores nota zero

Cerca de 1.500 professores que tiraram zero em uma prova de seleção promovida pelo governo estadual de São Paulo poderão lecionar neste ano na rede de ensino. O exame foi promovido pela Secretaria da Educação do governo José Serra (PSDB) com a intenção de selecionar 100 mil docentes temporários. 214 mil pessoas se candidataram. Os 1.500 professores "nota zero" vão poder dar aulas porque uma decisão liminar (provisória) da 13ª Vara da Fazenda Pública suspendeu os resultados do exame, de 25 testes, realizado em dezembro passado.

3 comentários:

felipe disse...

Cacilda: mas qual o critério para se conceder esta liminar?!

É o país do 'ah-não-trata-assim-coitadinho'... pqp...

Barone disse...

Boa pergunta Felipe. O) critério do corporativismo a todo custo?

Adriana disse...

Que merda, heim? Fico injuriada, enojada, com ânsias... depois querem uma ensino público de qualidade...Que preço pagaremos(os professores que não são nota zero)) que preço pagarão os alunos?
Isso sim é uma notícia triste.