Semana On

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Lula e a imprensa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não compreende bem o papel da imprensa em uma sociedade democrática. Deu mostras disso, mais uma vez, na terça passada.

Em discurso proferido na noite do dia 22 de outubro, em Nova York – onde recebeu o Prêmio Inter Press Service (IPS) International 2008, concedido a personalidades engajadas na luta pelos direitos humanos e pela justiça social – defendeu a liberdade de imprensa: “A liberdade de imprensa é uma garantia contra os desmandos do poder e eu sou o resultado da democracia e da liberdade de imprensa. Nunca teria chegado à Presidência da República do meu país e não seria o que sou se não fosse a democracia", afirmou na oportunidade.

Na terça-feira (4), durante a inauguração da segunda casa de força da usina hidrelétrica da Tucuruí, no Pará, o presidente, na contramão, criticou a atuação da imprensa que, em sua opinião, destaca as coisas ruins em detrimento das boas. “Ou será que a nossa cabeça está condicionada a pensar que o bom é obrigação fazer e só o mal tem que mostrar”, questionou.
Fica claro que, na concepção do presidente, liberdade de imprensa é boa quando as notícias o agradam.

2 comentários:

Alice Salles disse...

HA! Cara de Lula né? Além de se contradizer feio, acabou pagando de asno.

Daniel "Gárgula" Braga disse...

Olha, eu votei nele e tenho um sentimento ruim de arrependimento até hoje!

Meu voto nunca mais!