Semana On

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Poema

Te libertar de mim
Olhar o espelho
Encontrar teus olhos
E não afundar em pavor

Voltar à gaiola
Guardar a lágrima
Agrilhoar o pássaro
Que me amanhece a alma

Te esquecer.

9 comentários:

Cafundó disse...

Lindo o Poema...
Como uma alma nova que amanhece. Abraços.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Belíssimo! Mas esquecer é impossível... ;)

Adriana Godoy disse...

belo! bj

Rafael Belo disse...

pelo menos tirar do cotidiano. Boa Barone. abs

Erica Maria disse...

Adorei o blog!

Linkando e seguindo!

Bjos!

Luara Q. disse...

você escreve muito bem (:

Barone disse...

Obrigado pessoal.

dani carrara disse...

muito bonito.

Jonathan disse...

Muito bonito!!!! Gostei do modo como criou as imagens!!!!