Semana On

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Urubús a dar com pau

Acordei cedo no sábado, tomamos um café, eu e Mara. Ela foi até a porta da frente pegar a Veja que, todo domingo o entregador lança por sobre o muro. Ao abrir a porta, um farfalhar de asas, um susto, ela gritou. Corri para ver do que se tratava. Um urubú esparramava-se, mais assustado que nós, em um dos sofás da varanda. De um pulo tentou alçar vôo por sobre a cerca elétrica, sem sucesso. Estava machucado? Correu e escondeu-se por entre as plantas.

Trancada em casa Mara dava ordens para que eu despejasse o inquilino. Como tendo a me dar melhor com animais do que com gente, optei por conduzi-lo gentilmente para o portão de saída encostando um cabo de vassoura, de leve, em seu dorso negro. Depois de um breve périplo pelo jardim frontal consegui fazer com que o emplumado procura-se outro refúgio. Saiu andando calmamente pela calçada na manhã de sábado.

Acabo de chegar ao trabalho. Conto aos colegas minha aventura matinal. João, motorista da redação, diz que, também no sábado, levou Ico Victorio (que coordena a Comunicação aqui na Prefeitura de Campo Grande) para Porto Murtinho (município fronteiriço com o Paraguai, a 440 km de Campo Grande). Na estrada, um jacaré morto servia de banquete para um bando de urubús. Ao passar pelo festim, um, mais afoito, alçou vôo e beijou o pára-brisa da camionete. Estilhaços voaram para todos os lados, uma freada brusca e mais um susto.

Tem urubú no Jogo do Bicho?

8 comentários:

Adriana Godoy disse...

São histórias como essa que fazem a vida mais interessante. É a quebra da rotina, e isso é bom. Que venham urubus e morcegos...esses aves escuras são misteriosas. Já, o seu colega...que susto heim? Acho que não tem urubu no jogo dos bichos, mas deve ter algo similar. Boa semana, Barone, com ou sem urubus.

BAR DO BARDO disse...

minha história com urubu:

um deles foi à cozinha se deliciar com filé mignon, certa feita...

os bichinhos tb são de deus - diz-que.

Cris Animal disse...

Marrone, eles só andam em bando. A chance de um urubu sobreviver sozinho é quase que nula. Apesar de aparentemente assustador, ele é inofensivo ao homem e extremamente necessário aoa meio-ambiente.
Moro em Sampa, perto de Moema, no décimo oitavo andar e no meu jardim pousou um urubu em 2007.
Desmatamento. A cidade cada vez mais próxima da zona já inexistente de toda a fauna.
É o homem em ação. Não o urubu invadindo.....rs
Tomara que ele encontre seu bando,
beijos
.............Cris Animal

Tomaz disse...

Rapaz, eu não sei se tem urubu no jogo do bicho, mas eu como bom Vascaíno mandaria benzer a casa e a caminhonete dos senhores cidadãos protagonistas do encontro com tal animal ! ehhehe
Abraço.

Rafael Belo disse...

Boa matina de sétimo dia. Gostei da rotina do urubu hhehehe bom texto Barone como me lembrava. Tento sempre fazer algumas leituras no meu de todo este cotidiano e lê-las de outras formas. Desculpe não ter aparecido antes entre seus espaços (sem maldade) estava só conseguindo postar no meu e nem sempre. Sem obrigações só fluências abraços caro amigo boa semana

Thaís Bett disse...

No jogo do bicho também não sei se tem não.
mas q tem um mooonte de urubus, em todos os sentidos, por aí, isso tem!

Acho que nunca vi um urubu tão de perto... parabéns pela delicadeza para com o bichinho e pela sutileza do seu texto.

B-joss

sergio maidana disse...

Barone,

Urubu... se vc for consultar um vidente, pode te dizer que vc está com faro para um grande furo jornalistico...urubu cheira longe...e se o Ico também teve o lance...então os dois estão fazendo a mesma matéria...esta eu quero ler...abraço

Barone disse...

É pessoal, o pobre urubú tem uma reputação ruim mesmo, não é? Cris, acho que era um filhote, embora um filhotão. Fui o mais delicado possível. Não suporto maldade com animal, seja qual for. Fui tocando ele bem de leve e, acorvardado, fugi para dentro de casa para não compartilhar com ele seu destino. Fiquei torcendo para que ele não atravessasse a rua, embora o trânsito aqui em CG em um sábado de manhã - em especial na minha rua - é nulo. Espero que tenha ele tenha encontrado um puleiro melhor que meu sofá.