Semana On

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

O mito da isenção

Recentemente o artigo Nossa imprensa é uma vergonha, de Ricardo Montero, publicado no portal O Pensador Selvagem, chamou a minha atenção sobre o debate relativo ao mito da imparcialidade da imprensa. Hoje, em seu blog Webmanario, o jornalista Alec Duarte faz o mesmo, mostrando que, de fato, não há imparcialidade. Penso que, na verdade, jornais não precisam ser imparciais, devem, sim, ter posicionamentos. Isso porque esta é a única postura possível diante dos interesses que movem a imprensa e da formação pessoal de cada jornalista. O que eles (jornais e jornalistas) não podem é esconder este posicionamento do leitor sob uma fachada de falsa isenção. Vejam, posicionamento não significa mentir, alterar fatos ou omiti-los, mas sim adotar uma visão sobre fato, baseada na sua formação. Não é isso, no final das contas, que fazemos?

3 comentários:

Alice Salles disse...

exato. nos confundimos imparcialidade com falsa informacao...

Ines Motta disse...

Olá, Barone.Boa tarde.
De fato, há muito não posto algo nos blogs. Há três meses comecei um curso de espanhol e como sou inquieta e curiosa demais, toda dúvida que surge estou buscando compreender.Resulta que eu passo boa parte do dia estudando. Depois encontrei un site interessante sobre idiomas e além do espanhol comecei um curso de inglês. Neste site, onde há muita troca de informçaões, ainda contribuo revisando os exercícios de português dos outros colegas.
Aí o tempo fica pouco. Mas logo estarei de volta. Te deixo o endereço do sitio, caso te interesse: www.livemocha.com

Um abraço

Daniel "Gárgula" Braga disse...

A verdade sempre brinca de pique-esconde e só os olhos atentos percebem seus esconderijos!

A maioria das pessoas, fica procurando durante a vida toda, sem nunca encontrar!

Bom comentário!