Semana On

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Ele é só um homem

No último dia 5 escrevi um artigo intitulado Obama, Lula e meu medo, no qual falo de meus receios sobre as pressões que já estão sobre os ombros do presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama. As cobranças serão pesadas, das mais ridículas às irrealizáveis. Em Los Angeles, cartazes retratam Obama como Superman. No blog Gjol a situação foi definida como uma “receita para a decepção”. Concordo, receoso.

1 comentário:

Maria-sem-vergonha disse...

Sim, victor...ele é só um homem, mas representa um movimento que já está nas ruas dos EUA, tem maioria no parlamento e tem o apoio mundial para fazer grandes mudanças, encerrando uma era Bu$h catastrófica para a humanidade. Que ele seja mais do que um homem, que ele incorpore a força de bilhões que disseram: YES. WE CAN...CHANGE.
beijos, meu amigo