Semana On

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Amazônia



ONU admite fim da Amazônia até 2080... Exagero?

O Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, em inglês), apresentado em abril do ano passado fez referência a novos modelos de previsão de clima que indicam, no pior dos cenários, o desaparecimento de grande parte da floresta Amazônica até 2080. O IPCC é uma entidade que reúne os principais especialistas do mundo para discutir as mudanças climáticas no planeta. O capítulo sobre América Latina incorporou a produção científica mais relevante produzida na área desde 2001, data do último relatório do IPCC.

O estrago na ponta do lápis

De agosto de 2007 a julho de 2008, o desmatamento pode alcançar 20.000 km², contra 11.200 km² do mesmo período entre 2006 e 2007.

Curiosidade mórbida: Cada motoserra em ação na Amazônia derruba, em média, 50 árvores de grande porte por dia. Ao cair, cada uma dessas árvores derruba outras 27 menores. No fim do dia, uma única motoserra acaba com 1350 árvores.

3 comentários:

Alice Salles disse...

Isso acaba comigo!
mesmo! eu nao sei o que e pior... o que os humanos fazem com os proprios humanos diretamente ou o que fazem indiretamente acabando com o que a terra nos deu.

Gárgula disse...

Precisamos deixar estas informações claras a todos!

Informar já é um caminho! Educar é outro que anda junto!

Estou mudando vários hábitos pessoais, desde a escolha do meu banco ao uso de mercadorias ecológicas (alimentos entre outros) para mostrar aos mestres capitalistas que precisamos mudar!

Cada um pode fazer um pouco e você está fazendo com este post assim como eu nos meus!

Parabéns!

Luiz Felipe Vasques disse...

Se é exagero, eu não sei: desde que me dou por gente que a Amazônia vai deixar de existir nos próximos 20 anos, já reparou nisso?

O que não significa que o problema não exista, decerto.